PPT na caixinha de memória do Povo Acarauense

PPT na caixinha de memória do Povo Acarauense

O Projeto Patrimônio Para Todos no município de Acaraú foi um sucesso! Comentado por toda a cidade, recebemos muitos elogios e agradecimentos. Todo o mérito vai para os participantes das oficinas, entrevistados, articuladores e todos que colaboraram para que tudo acontecesse de forma harmoniosa.

As oficinas encerraram no sábado, dia 09/11 com a apresentação das caixinhas de memórias e entrega dos certificados. Foi um momento de reflexão dos valores apreendidos e integração entre os participantes das turmas da manhã e tarde, que agora, juntos, foram incumbidos da missão de repassar conhecimentos sobre a memória e preservação do patrimônio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Centro Espírita Santa Barbara

Localizado na rua Zezé Diogo no Bairro Serveluz foi reconhecido pela turma do Patrimônio para Todos com um bem patrimonial da comunidade.

A casa que funciona desde 1971 regida pela Ialorixá Dona Maria é caracterizada com o fundamento de Omolocô ou seja tem entrada e saída de santo, o Candomblé e a Umbanda.

Como toda casa de terreiro tem sua entidade que chefia, lá mão é diferente, pois o gardião do templo de Dona Maria é rei Salomão,que tem como simbolo uma estrela.

Dona Maria aponta os seguintes pontos como principio da casa ”Disciplina acima de tudo, trabalho em grupo e união”.

Enxame

O Projeto Enxame é situado no Mirante no bairro Castelo Encantado  e trabalha a 10 anos com a inclusão social de jovens através  da cultura Hip Hop. Na ocasião de nossa Visita ao local estava acontecendo uma exposição sobre um museu comunitário. A turma de alunos da oficina do Projeto Patrimônio para Todos apontou o local como referência e bem cultural.

Escritor André – Titanzinho

Este slideshow necessita de JavaScript.

André Aguiar Azevedo é mestre em História e Doutorado, morador do Seviluz à 20 anos. Através do gosto pelas memórias e o contato com o ambiente praieiro adquiriu o gosto pela história e pela leitura. Escreveu seu primeiro livro : Fogo, Vento, Terra, e Mar. A Arte de falar dos trabalhadores do mar, que foi resultado de sua dissertação de mestrado. Conta ele que durante sua pesquisa foi à casa de um pescador não o encontrou , passou então a conversar com a esposa do pescador que lhe passou a render boas matérias para seu trabalho, desmistificando a ideia que as mulher de pescador

fica em casa de braços cruzados esperando seus companheiros voltarem para casa.

Atualmente André além de se dedicar a sua pesquisa de doutorado coordena o projeto Titanzinho Digital que tem ações educativas para crianças, jovens e adultos.

“ Se uma pessoa resistir e qiser ficar aqui no Titanzinho eu fico junto, porque não vou entregar meu chão, que consedido pelos meus pais para ninguém”     André Aguiar

Escolinha de Surf – Prof. “Fera”

Este slideshow necessita de JavaScript.

João Castro Sobrinho, mais conhecido como Fera. Disse ele em conversa com a turma do Patrimônio para Todos que ganhou esse nome de Fera por tratar as pessoas pela gíria Fera.

O Fera que hoje é técnico da seleção brasileira de surf, foi de uma família pobre, durante sua trajetória de vida fez varias coisas como trabalhar de garçom e até mesmo sua entrada em um seminário de padre com o objetivo de ir para África com intuito de ajudar no combate à pobreza.

Ao se deparar com a violência de sua comunidade, percebeu que a África dele era ali na comunidade no Titanzinho. Atualmente o Fera coordena um trabalho chamado “Escola beneficente Titanzinho” que proporciona diversas vivencias para que a meninada não fique ociosa na rua.

”Só pelo fato de você vencer milhões de espermatozoides para fecundar um óvulo,você já é um vencedor”