Violeiro: Um Menestrel na modernidade

Nosso segundo dia de entrevistas teve seu início na Praça de Cuba, centro de Sobral, onde se deu nossa conversa com o  violeiro Antônio Pontes. Com 61 anos de idade ele vive em Sobral há 40 anos e apresenta durante a semana o programa Viola de Repentes na Rádio Educadora .

Quem passava por ali, parava e dedicava um pouco de sua corrida manhã para ouvir as histórias e os versos que Seu Antônio recitava e dedilhava nas cordas da viola ,“ Todo dia eu cheiro ela… A viola é como uma criança, não pode cair…É a gente que conduz”. Segundo ele “ Todo repentista é poeta , mas nem todo poeta é repentista ” . Essa tradição popular que surgiu na Idade média e ganhou força no nosso Nordeste , é chamada repente por que as canções surgem de repente, do improviso diante de algum tema.

“ Os cancioneiros eram natos para o sertão, as serras, agora também estão também presentes na cidade ”, diz , e conta que existiam 40 cantadores quando ele chegou a Sobral , hoje são apenas cinco, mas acredita que essa profissão não irá acabar pois vem surgindo jovens violeiros de 15, 17 anos que continuaram essas tão bela batalhas poéticas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s