Mercado de Sobral

No mercado municipal da cidade nós conversamos com Seu João, vendedor de plantas medicinais, que há 28 anos trabalha no local, ele nos mostra as mais variadas espécies de plantas usadas para chás, como eucalipto, capim-santo, casca de aroeira , entre outras tantas e além das garrafadas de mel caseiro que ele próprio fabrica. “ A gente reza, curar ninguém cura , só DEUS cura ”, explica sobre a fé que as pessoas colocam nessas ervas. Das dificuldades que enfrenta por trabalhar num local de espaço muito pequeno, ele diz que quando chove é ruim por que molhar tudo e o governo há tempos já promete uma grande reforma.

Em outra parte, a conversa é com Dona Francisca, 66 anos faz tapiocas, lanches, sopas, está há 25 anos no mercado, hoje não vende mais almoço por que ninguém procura mais. Ela lembra que antes da construção do mercado o projeto era para ser onde hoje é o Centro de Conversões, no campo dos Velhos, mas o povo não aceitou pois era longe do centro da cidade.

No mercado ainda tivemos conversas com Dona Jucimary e Dona Benedita que são artesãs , as feiteiras como são chamadas as mulheres que entrelaçam os fios fazem chapéu de palha.

E encerrando fizemos uma entrevista com o jovem Vagner de 22 anos, que continua o estabelecimento do rei do caldo como era conhecido seu Raimundo, por fazer um caldo muito famoso pra quem visita o mercado de Sobral, ele aprendeu a fazer e hoje toma conta dos negócios na ausência do antigo dono e na falta de interesse que os filhos deste têm em continuar com o legado do pai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s