Iolanda – Guardiã da Memória (Caucaia)

“Ser índio pra mim, primeiramente é se reconhecer como índio e ser também reconhecido pelo povo como membro desse grupo étnico. Em primeiro lugar, né a gente tem que se reconhecer e depois ser reconhecido pelo nosso povo”
Maria Iolanda – Diretora da Escola Indígena Tapeba do Trilho

A professora e liderança indígena nos relata como foi a trajetória da luta para a construção da escola indígena. Pois, devido às discriminações sofridas pelas crianças na escola convencional houve a necessidade da construção de uma escola indígena. Hoje, a escola Tapeba é um espaço aberto para transmitir a importância da cultura aos mais jovens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s